Arquivos de tags: pablo luz

exercício #1

nas mais puras imagens do nada
caio agora liberto do nexo

o vento e a face desesperada qual buda em silêncio
é como uma janela para tudo isso

num traço surrealista
percebo as imagens do nada liberto

– suspensos num luar imaginário,
trancados, irritamos a calma

: oh deus!
as pequenas conjunções
nos obrigam a permanecer corretos
num diário vital,
resplandecem apenas mimos e ilusões.
…………..mas raiamos nas divisões alegres
de guerras pueris,
e é tão somente um primeiro exercício
……………………….INSIGHT
…………..de convulsões de antropofanias
…………..cotidianas
(MARCHAR TRANQUILOS AOS RECINTOS DESTRINCHADOS)

aos que brindam ao controle sobram sonhos infundados,
mas como a expectativa que antecede as agulhas
paira no ar a tensão implosiva da explosão

(percebe que nossos corpos
nossos corpos alados
capotam e galopam nas nuances
dessa canção quebrada, rasante
como o vinho de um outro dia que não cessa
que se derramou de lábios que não os teus
mas que hoje vem tingir no seio aqui
todo o prazer
toda a canção e lembrança
que em silhueta nos atinge
mas que chegou a ser volúpia
)