a cidade suas ruas essa porta

n’arena

a coletânea (em três volumes) delineia a cidade –  esta que poderia ser qualquer, mas que também denominamos de Vitória da Conquista, BA – de maneira afetiva através da escrita de alguns de seus residentes. Os autores elencados nesse trabalho estiveram envolvidos em alguma medida com os encontros propostos via candeeirocafe editorial.

O que segue são registros de conversas.
(em andamento)



____________________ __ _
essa noite nunca existiu
parte I | parte II

aqueles olhos atravessavam a fumaça do cigarro de mão em mão ali. Eram olhos claros demais para a noite, e estavam perdidos. ou não. perscrutavam poemas na pele do que sucedia, trafegavam por entre os lençóis da memória para entender a tudo. eram obscenos. sorriam para você diretamente. poderia dizer que Dioniso dançava naquele meio, visto que não passava de um ritual estar ali, papel e caneta ao alcance, e a noite para o que viesse. poemas eram mapa, nós nesse barco ébrio atravessando o instante. sendo atravessados por.