estranhos vestígios de uma face…



Estranhos vestígios de uma face
que tu me riu num papel queimado
nesta noite em brancos pensamentos
a rua num esquema que afogamos
um disparo bebido lentamente
um sonho prum sertão que nem é
e nós mergulhamos em
…….densas águas e leves harmonias
– talvez não saibamos agora, porém
………………………………….mais tarde
a luz do dia nos cegará –

Pesquemos então os peixes desta noite harmoniosa
pois ceiaremos imediatamente do que a rede de estrelas nos trás

Andemos depressa enquanto a lua se esconde
até que mais tarde ela venha nos devorar

Comments are closed.