lá do babilônia

02 poemas

 

O cu e o amor, nas terras do babilônia

Saliva, meu amor
Saliva pra lubrificar o nosso amor
Pra seu drama de cu
não ser dolor
Pra também não rimares
versos de horror
Ah! conjugar o verbo amar
Cinquenta reais a mais
e tudo se torna belo, sublime, celestial
em nossa técnica de conjugar
o verbo sacanear

Noite de carnaval

Toda vez que vejo
aquele rabo
…..eu tenho a impressão que o samba vem aí!
A felicidade está de pau duro
Ejaculou na imensa vagina lunar
Brilha a lua o esporro do sol

Salve o sexo nos seres feitos de pedra
..Pois hoje é noite de carnaval

Comments are closed.