Umburana’s

02 poemas




A minha escrita
está cheia de leitura
eu não sou nada
só quando sou lido
A minha caneta medíocre
de propaganda
minha vida nunca mais será a mesma
O papel que carrego no bolso
transporta a idéia que carrego na mente
também carrego no bolso
lixo, cigarros e dinheiro



me alegro quando chove
no dia 1° de março
e fico feliz quando escrevo um verso
me alegro quando chega o fim da tarde
e fico feliz quando escrevo um verso
me alegro quando encontro algo
que estava perdido
e fico feliz quando escrevo um verso
me alegro quando me dizem
que não sou um cara comum
e fico feliz quando escrevo um verso
me alegro quando vejo
minha cara no espelho
e fico feliz quando escrevo um verso
me alegro quando há alguém
que espera por mim
e fico feliz quando escrevo um verso

Comments are closed.